quinta-feira, agosto 24, 2006

745. Madona dell Granduca

Madona dell Granduca
Raphael
cerca de 1505, óleo sobre madeira, 84x55 cm, Palácio Pitti, Florença

4 comentários:

Daniel Geraldes disse...

Caro Ruvasa sendo que há já algum tempo que não escreve sobre politica,lembrei-me no outro dia que o Movimento Cidadania em Acção poderia pedir justificações á actual direcção da CM Setubal(posteriori Carlos Sousa) sobre tamanha arrogancia ao fim de 10 meses de eleições,eu tenho a minha ideia do que faria, mas acredito que o senhor podera representar melhor os interesses da população Setubalense,abraço e bom Agosto.

Ruvasa disse...

Viva, Daniel!

Tem razão. Seria uma excelente ocasião para questionar um político.

Só o não fiz nem vou fazer, porque actualmente não disponho de muito tempo para me dedicar a estes temas da política.

Sabe, além de estar muito enjoado - será talvez mais apropriado dizer enojado - com esta politicazinha de pacotilha em que estamos todos enredados, congeminada e levada a efeito por políticos sem qualquer espécie de princípios, de "savoir être", de mentalidade verdadeiramente nacional, sem o mínimo resquício de gabarito - e não só intelectual!... - e, a cada dia que passa, a piorar, ando atarefado com outros assuntos que, francamente, me seduzem mais, por os julgar bem mais merecedores de atenção do que a cachopada que por aí anda, sem tento nem trambelho.

Não vejo que haja volta a dar a isto, caro Daniel. São inúteis mesmo, gostam de o ser e nem a putativa vergonha da respectiva condição consegue retirar-lhes a imbecilidade.

Não me refiro a ninguém em particular, porque, para qualquer lado que nos viremos... Os mesmos discursos esteriotipados e sem um mínimo de conteúdo, as mesmas "chiquelinas" de toureiros fanados e que mais valia que, na arena, invertessem os papéis com o adversário, enfim, um nunca acabar de factores que apenas servem para nos desanimar de vez.

Ou vem por aí um "tsunami" de proporções gigantescas que leva esta corja toda de vez (mas que os leve de tal forma e tão rapidamente que nem sequer tenham oportunidade de deixarem descendência), ou estaremos "fucken", amigo, "per saecula saeculorum". "Well fucken"! E muito, mas mesmo muito, mal pagos.

Abraço e bom final de Agosto e nelhor Setembro também para si.

Ruben

al cardoso disse...

E muito melhor apreciar uma obra de arte, que falar das politicas nacionais.
Bem haja pelo link, so hoje reparei, brevemente farei o mesmo, sera muito mais facil vir aqui.

Um abraco serrano.

Ruvasa disse...

Viva, Al Cardoso!

Não tem que agradecer o link, já que ele não foi feito por favor.

Abraço beirão... baixo

Ruben