segunda-feira, julho 10, 2006

735. Platini, o meu herói

Pois claro!

Platini é um cavalheiro espectacular.

Vejamos:

1. Era ele ainda jogador, isto em 1984, e, com as suas habilidades histriónicas, lá conseguiu tramar-nos nas meias-finais do Euro, a poucos minutos de vencermos o jogo - recordam-se?

2. Depois, já integrando os maiorais "fifanos", em 2000, lá conseguiu aquele penalty milagroso que nos tramou igualmente;

3. Ainda nas mesmas circunstâncias, nas meias-finais deste mundial, lá conseguiu que o árbitro visse um penalty contra nós, onde toda a gente apenas viu o Henry pisar o pé do R. Carvalho, que estava caído;

4. Depois, lá conseguiu igualmente que o melhor jogador jovem do campeonato fosse escolhido e anunciado "antes", ou seja, "avant" do jogo de disputa do 3º lugar, entre a Alemanha e Portugal;

5. Finalmente, a última aberração: lá conseguiu que, como prémio pelo exemplar comportamento em campo, Zizou recebesse o galardao de melhor jogador do Mundial. Até deviam levantar-lhe uma estátua. Claro que o Matterazzi deve tê-las merecido, mas...

Platini só não conseguiou uma coisa, infelizmente para a França: que os seus colegas "fifanos" lhe permitissem que entrasse em campo e substituísse Trézeguet na marcação da penalidade.

Que galo, hein?!

E assim vai a FIFA!...


Lá, como cá, a Merdaleja é já ali...
...

8 comentários:

José António disse...

Eheheheh !!

Gostei.

[]

Sulista disse...

e assim vai a FIFA...como vai o resto do mundo...só manda quem
pode ;-)

Beijinho

José Vieira disse...

Ruben;

A nossa esperança é pôr lá o Figo daqui a dois 2 anos quando ele se reformar!

;-)

Isabel-F. disse...

Adorei o texto ...

pois se o futebol é da Fifa que mais querias???

Bjs

Sulista disse...

RUben,
quando é que deixas de adorar o Platini e partes para outro post?

;-) Beijinho

lazuli disse...

Já que estás a falar do Platini aproveito para entrar na galeria dos horrores.
Faz-me lembrar o castelo fantasma da feira popular.

beijinhos

Ruvasa disse...

Viva, Maria João!

Tem calma que hoje, daqui a pouco, vai sair outro.

;-)

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Fernanda!

Julgo que o castelo fantasma da Feira Popular era bem mais soft!

:-)))))

Beijinho

RUben