quarta-feira, julho 19, 2006

737. E se "Sie" fosse catar-se?

Como é que pode alguém por aí surpreender-se - e até indignar-se - com a falta de performance (que foi nula, claro!) da equipa que o noss'primêro lidera, no caso da deslocalização da Opel da Azambuja?!

Na verdade, ninguém tem razão para estar surpreso e até nem é muito curial que se indigne.

É que neste - como aliás em muitos outros, mas talvez mais neste... - o Governo estava numa situação muito delicada, para que lhe fosse possível argumentar de forma incisiva e determinante.

Já se pôs a imaginar, caro/a leitor/a, a resposta taxativa e absolutamente impossível de replicar, que receberia o negociador português, quando se atrevesse - se fosse o caso!... - a argumentar com a ilegitimidade e falta de noção dos deveres sociais da Opel, ao proceder ao encerramento dos seus interesses na Azambuja e deslocalização para Zaragozza?

- Mas... está Sie a desfrutar-nos ou é apenas distraído ou lélé da cuca? Então não é isto mesmo que está Sie a fazer em áreas tão sensíveis ou mais do que a nossa, no caso das maternidades? De que superioridade moral - a celebérrima superioridade moral esquerdina - de que legitimidade, enfim, se arroga Sie para vir azucrinar-nos a pachorra? Ora, faça Sie o favor de ir catar-se... Longe, de preferência, já agora.
...

2 comentários:

azurara disse...

Muito bem visto. O mesmo argumento da racionalização de custos!!!

al cardoso disse...

Sem duvida nenhuma.
Ate ja somos concidadaos dos espanhois, de acordo com o senhor secretario de estado das comunidades.

Bom fim de semana.