terça-feira, novembro 22, 2005

608. A solução...

Os sócios e adeptos do Vitória Futebol Club (Setúbal) chegaram à conclusão de que, para que uma equipa de futebol singre na vida e faça boa figura, nada há como deixar de pagar os salários aos futebolistas.

Na verdade, os tremendos problemas com que o Vitória se tem debatido, sem "massas" para pagar aos seus profissionais, têm tido como resultado que a equipa está em 5º lugar no campeonato da Superliga Portuguesa e - imagine-se! - tem a defesa menos batida da Europa!!!

Intrigadíssimos com a questão, têm-se reunido - os sócios e simpatizantes, claro - em longos conciliábulos, tentando descobrir a que se deve o feito, a despeito de tal contrariedade.

Até hoje só encontraram uma explicação, que, na verdade, parece ser a única razoável:

Como não recebem ordenado, os futebolistas não têm dinheiro para sair à noite.

Assim, ficam em casa, com as famílias, jogando à sueca e ao monopólio ou vendo a "1ª Companhia", acabando por deitar-se cedo. Andam, pois, muito mais repousados e as energias que não gastam cá por fora, têm que ser utilizadas de qualquer forma. Nos treinos e nos jogos, portanto.

Será que têm razão os estudiosos da matéria?

A ser assim, não tarda nada estaremos a ver todos os clubes portugueses cheios de dinheiro e a dominarem a Champions League e outras provas semelhantes...

E pensar que a solução era assim tão simples, hein?!
...

4 comentários:

Sulista disse...

Passei por aqui para dar
um alô e espreitar o que vai por aqui...
No sábado volto ao meu
bloguito e à Net :-)

Beijinhos

Sulista disse...

SpOOOOOOOOOOOOrtinG !
SpOOOOOOOOOOOOrtinG !
SpOOOOOOOOOOOOrtinG !

ehehehehe :-)

Ricardo disse...

Viva Ruvasa,

É, sem dúvida, uma teoria interessante. Presumo que possa ser a solução para o défice orçamental do Estado, ou seja, deixamos de pagar aos funcionários públicos e estes, após horas de 1ª Companhia, aplicam regras de eficiência militar nos mais diversos departamentos do Estado.

Pode estar aqui um rumo para Portugal...

Abraço,

Sulista disse...

«E nada disso é certo, porque este, minha Amiga, é o país das maravilhas.»

Amigo Ruben, o «país das maravilhas» ???!...na me parece ;-)

Obrigada pela visita! e volta mais vezes à Blogosfera...fazes cá falta!!

Beijinho Grande
Maria João