terça-feira, janeiro 03, 2006

628. A contratação

A contratação

de Moretto

infernoLuz.jpg Posted by Picasa

Chegou a bom termo a contratação, pelo Sport Lisboa e Benfica, do brasileiro Moretto, guarda-redes que representava o Vitória de Setúbal.

Efectivamente, o futebolista já treinou sob as ordens de Ronald Köeman.

Observadores bem colocados são unânimes em afirmar que o processo decorreu dentro da maior normalidade, desde o início das negociações, a cargo do Departamento de Futebol do clube da Luz, até ao respectivo encerramento, aqui já sob a tutela do Departamento de Pugilismo.

......

8 comentários:

PortoCroft disse...

Estava-se mesmo a ver. O Benfica já andava a adiantar dinheiro ao Setúbal há algum tempo. ;))))

José Vieira disse...

Olá Ruben;
Como Benfiquista sinto-me orgulhoso pela postura do Benfica neste processo.

azurara disse...

Esse Departamento de Pugilismo vai ganhar o campeonato. E sem ser "levado ao colo".

Ruvasa disse...

Viva, José Vieira!

Também eu, como sabes, sou benfiquista. E entendo que o processo foi bem conduzido. Mas apenas enquanto o foi pelo Departamento de Futebol. A parte final, da alçada do departamento de Pugilismo é que não me agradou. Como sabes, sempre fui contra essas coisas.

Acho que toda a razão se perde, a partir do momento em que se "parte para a ignorância", como dizem os brasileiros.

Quanto ao resto, entendo que o Benfica andou bem. Muito bem mesmo.

Vivam, PortoCroft e Azurara!

Uma coisa não tem que ver com a outra, como sabem.

O campeonato ganha-se ou perde-se, nas quatro linhas. Mas há que tomar agumas medidas prévias, fora do rectângulo. O SLB tomou-as. Como tinha que tomar. E bem... até à chapada na Portela. Esta foi perfeitamente escusada, uma vez que o Moretto já estava garantido e até já tinha saído, a caminho da Luz.

Não gosto de ver no SLB atitudes à guarda Abel... No SLB a cultura tem que ser outra. E, se repudio o guarda Abel, com mais veemência o faço a qualquer "guarda Abel" que queira instalar-se no SLB.

Uma coisa é uma coisa... outra coisa é outra coisa, PortCroft e Azurara amigos. Há que não confundir.

Espero ter-me feito entender.

Abraço a ambos.

Ruben

José Vieira disse...

Claro que também não posso ficar feliz com a cena da chapada.
Não sei, contudo, se houve instruções nesse sentido. Quero crer que não!
Um abraço.

PortoCroft disse...

Caro Ruben,

Concordo em absoluto. Mais guardas Abel no futebol, nem pensar.

Mas, lá está, o rapazinho é emigrante e estava com saudades do meu primo Porto Ferreira. ;))))))))

Ruvasa disse...

Viva, José!

Se houve instruções, então é absolutamente execrável. Porque, no caso de as ter havido, elas deveriam ter sido apenas no sentido de que lá estivessem para algo que pudesse vir a acontecer, provocado pelo agredido, cmo prevenção, pois, e tivesse sido expressamente vincado que, em circunstância nenhuma haveria agressão iniciada pelo SLB ou por alguém a ele ligado, de forma mais ou menos encapotada.

Trata-se de uma questão cultural, com é sabido.

É por essas e por outras que, quando um ilustre amigo meu - com um alto estatuto na sociedade - foi, aqui há anos atrás, sndado para concorrer (e seria com sucesso) à presidência do Sporting, vivamente o aconselhei a não o fazer, para não se misturar com certa gente, com o que só viria a perder...

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Portocroft!

Claro que o homem estava mesmo a pedir um Porto Ferreira ;-). Ou dois... mas... daí a oferecer-lho... devia ter ido... um passo de gigante... jamais percorrido.

Abraço

Ruben