domingo, janeiro 08, 2006

634. O respeito devido à dignidade pessoal...

O respeito devido à dignidade pessoal
...
e outras coisas
...

Soares-capa-Expresso-7Jan.jpg Posted by Picasa Click para ampliar

Em desespero de causa, Mário Soares tem vindo diariamente a queixar-se das “patifarias” com que a Comunicação Social, também diariamente, o presenteia. SEGUE

4 comentários:

Sulista disse...

Amugo Ruben,
que 'ganda post'!!

Já agora, gostei daquela técnica da frase a vermelho, que vai passando no blog :D

Bonita música!
Beijinho Grande

Maria João Lopes

azurara disse...

Ai Ruben, que dramatização.
Olhe que aquela foto, quando comparada com a sequência filmada da dentada no bolo-rei - explorada ad nausea e ainda hoje repassada num tempo de antena - é absolutamente inocente.

Ruvasa disse...

Viva, Azurara!

Não se trata de dramatização.

E nem estou a defender Soares, que não merece defesa.

Trata-se, apenas e só, de pôr os pontos nos ii e realçar uma vez mais que o poder jornalístico é abusivo, ordinário e profundamente lesivo das regras democráticas.

A classe jornalítica conduz-se como se em coutada sua e, se analisarmos a sua forma de actuar, revela laivos de autoritarismo que, dentro de certa medida, fazem lembrar os autoritarismos fascio-comunistas. Só com a diferença de que não mata nem prende fisicamente, mas fere e mata psicologicamente. E impunemente arruina reputações com o maior dos à-vontades.

Bem precisa, pois, de ser metida nos eixos.

Quando foi do caso do Cavaco, foi o mesmo. E de tantos outros. E estes casos nem são os mais graves. Mais graves são os daqueles que, miseravelmente atingidos, miseravelmente postos nas ruas da amargura, não podem defender-se. Cobardia maior, não é possível.

Estranho a sua reacção. Supunha que estaria ao lado de mim, nesta posição, que é geral e não particular. Soares tratou-se, apenas, de um exemplo.

Mas se o Azurara reage assim :-) como reagirá quando eu aqui fizer, como hei-de fazer, uma crítica forte e feia, a colegas seus, por algo que a todos nos envergonha, mas principalmente aos profissionais do ensino capazes e responsáveis, profissionais enfim?

Será para um dia destes...

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Sulista!

Obrigado.

Continuo, como vês, na minha campanha pelo VOTO NULO. Os resultados serão invisíveis? Pois que o sejam!... Eu prossigo, indiferente. Se não for desta, de outra será. Água mole em pedra dura...

Beijinho

Ruben