sexta-feira, abril 29, 2005

336. No regresso... poesia!

Pois é. Depois de uns dias fora da Net por força de birras do computador, regressemos com poesia. De quem? Reinaldo Ferreira, pois de quem poderia ser?!

RECEITA PARA FAZER UM HERÓI

Tome-se um homem,
Feito de nada, como nós,
E em tamanho natural.
Embeba-se-lhe a carne,
Lentamente,
Duma certeza aguda, irracional,
Intensa como o ódio ou como a fome.
Depois, perto do fim,
Agite-se um pendão
E toque-se um clarim.

Serve-se morto.
...

7 comentários:

gelsenkirchen disse...

ora seja benvindo!

Ruvasa disse...

Viva, Patrick!

Nem queira saber o raio dos problemas que tive com o danado do computador.

Tinha uma impressora Epson C82 e um scanner Mustek e estava muito bem servido.

No entanto, a patifória da impressora resolveu começar a asnear.

Resolvi então, comprar uma das novas da HP, que é impressora, fotociopiadora e scanner.

Até aqui, tudo bem. O pior foi que o raio do Janelas não a quis aceitar. Teve que ser tudo formatado e metido de novo.

Safa, como diria o Cavaco!...

Enfim, cá estamos once again, ready to go forward till where human hand never had put one single foot (tradução expedita...) ;-))).

abraço

Ruben

azurara disse...

Há avarias "porreiras". Esta teve a consequência de lhe permitir passar a ver o Terras de Azurara.
Abraço
Azurara

Ruvasa disse...

Viva!

É verdade...
Valha isso!

abraço

Ruben

Elise disse...

Um regresso em grande! Bom fim de semana! :)

Antonio Balbino Caldeira disse...

Eu também quero um cavalo de várias cores...

Ruvasa disse...

Viva, António!

Aqui há-de aparecer, brevemente.

abraço

Ruben