terça-feira, maio 03, 2005

342. M'espanto às vezes...

Como qualquer um de nós que andamos aqui pela blogosfera, faço incursões pelos arredores, para ver como está a vizinhança.

E, tenho que confessar, ...M'ESPANTO AS VEZES, com coisas lindas que por aí andam. Há, na verdade, gente de muita qualidade e em variadíssimas áreas, alocadas na blogosfera e a produzir verdadeiras peças de literatura, de imagem, de poesia, de humor, de campanhas de solidariedade para com os mais desprotegidos, sei lá que mais!

É isso! M’ESPANTO ÀS VEZES. E fico feliz por tomar conhecimento de imensos compatriotas capazes de grandes gestos.

Porém, OUTRAS M'AVERGONHO... Muito. Pela constatação de que há também quem nada faça que se veja, uma vez perdida a sanha contra quem nunca lhe fez qualquer afronta, tendo, pelo contrário, bastas razões de queixa. Sim, há quem não dê uma para a caixa, como é costume dizer-se. Imagine-se que nem um texto que expresse um pensamento linear. Nada. Zero!

É. Há blogs que vivem do nada, que seja próprio. São os “seus leitores” que o fazem. “Leitores”? Melhor diria “escritores”, porque os textos que ali aparecem - que não sejam, para algo ou alguém deitar abaixo - são todos de autoria alheia.

E, no entanto, prosperam tais blogs. Só em Portugal, na verdade, é possível ter-se êxito, sem gastar um milímetro de meninge…

Sempre há portugueses muito caridosos!... Calcule-se que até se dão à canseira de alimentar quem nada produz e deixam que os louros, que lhes pertencem, com os improdutivos fiquem. Ad aeternum!

...

2 comentários:

gelsenkirchen disse...

caro Rúben,
no dia 6, o M´ESPANTO ÀS VEZES mor vai fazer 2 anos, tb eu tenciono escrever sobre isso em havendo tempo.
Concordo com o q aqui disse.
e agora vou ouvir a Quadratura do Circo, rsss
até logo.
abraço

Ruvasa disse...

Viva, Patrick!

Pois eu já não consigo assistir àquilo!...

abraço
Ruben