domingo, março 20, 2005

261. Late afternoon thought... (lxv)

A prova de que a condição de político reveste algo de perverso
está na circunstância de jamais alguém ter desacreditado a política
tanto quanto os próprios políticos.
Ruvasa

9 comentários:

Pantera disse...

Agora experimenta algo em português!!!Pode ser?????Acho que você dava um grande filósofo ou politico,porque assim sempre que falasse ninguém o percebia!!!

Cumprimentos!!!

Ruvasa disse...

Viva!

Ok! Terei todo o gosto em fazer isso, se você, amigo, me disser o que é que está menos perceptível.

Como qualquer um, também eu não gosto de escrever para que as pessoas não percebam...

cumprimentos iguais!!!

;-)

Ruvasa disse...

Grande Ruben.

Tenho lido os teus pensamentos e análises e, sinceramente,
tenho gostado. Continua...estás no bom caminho!

A.Alves

Pantera disse...

"A prova de que a condição de político reveste algo de perverso"

Esta aqui deixou-me à nora!!!não percebi muito bem...

;)

Cumprimentos!!!

Pantera disse...

É pá tenho que lhe dizer que muitas vezes entro no seu blog para ouvir esta música maravilhosa.Acha que me pode dar indicações sobre ela...é de facto viciante.Muitas vezes no trabalho deixo o seu blog aberto só mesmo para a ouvir....Tou a ficar viciado!!

Saudações!!!

Pantera disse...

"Twin Peaks" Eu a fazer-lhe a pergunta e a encontrar a reposta..mas se puder dar-me mais indicações sobre a música agradecia!!

Saudações e cumprimentos!!!

Ruvasa disse...

É perverso porquê?

Pela simples razão de que ninguém mais do que os políticos estará interessado em que a política não seja desacreditada. E, no entanto, são eles os primeiros a desacreditá-la.

;-)

* * *

Quanto ao tema musical - que era o tema de fundo da série "Twin Peaks", que correu na TV aqui há uns bons anos atrás, e que é da autoria de Angelo Badalamenti - faço mais:

Envio-lhe os ficheiros (um mp3 -3,51MB) e um mid.

Para isso, todavia, necessito do seu endereço electrónico, que, se quiser, pode enviar-me para aqui:
ruvasa@netcabo.pt.

Prometo que, logo que lhe envie os ficheiros, deleto-o de imediato. Dou-lhe a minha palavra. Mais não posso fazer...

;-)

Cumprimentos

Pantera disse...

"Prometo que, logo que lhe envie os ficheiros, deleto-o de imediato. Dou-lhe a minha palavra. Mais não posso fazer..."


Meu deus,pode ficar com o meu mail à vontade...não precisa de o apagar.O meu nome é Bruno P. nada tenho a esconder!!!

Cumprimentos

Ruvasa disse...

Ok, Bruno P.

Então, mande-o lá, que antes disso nada lhe consigo fazer chegar.

A versão em mp3 é espectacular!

;-)