segunda-feira, março 21, 2005

264. Peseiro, obediente discípulo do "magister"

A direcção do Sporting Clube de Portugal devia proibir terminantemente José Peseiro de ver jogos do Sport Lisboa e Benfica.

Porquê? Porque o homem anda a aprender tácticas abstrusas com la vecchia volpe. E já as copia a preceito.

Imagine-se que, no seu estádio, a vencer por 1-0 e a jogar contra uma equipa desfalcada de dois elementos, fez exactamente o que faz Trapattoni constantemente, ou seja, não alterou nada que se visse na estrutura da equipa, para "acabar" com o jogo o mais cedo possível!

Deste modo, conseguiu pôr-se a ele mesmo e aos jogadores e aos dirigentes e aos sócios e aos adeptos leoninos, a tremer como varas verdes, todos borradinhos de medo não se sabe de quê, e com o ai-jesus na boca até aos 93 minutos!

Até agora era apenas il italiano vero - ou bera - o único que fazia destas avarias. Peseiro resolveu imitá-lo. Por que diabo de treta é que os maus exemplos fazem escola muito mais depressa do que os bons?

Treinadores medricas deviam ser impedidos de ganhar seja o que for. Porque são a negação do futebol.
0000

1 comentário:

azurara disse...

Muito bem visto. Também sofri até ao fim. O peseiro é um medroso. (até se podem trocar as letras)